( 4 Votos )

 

A igreja do IABC nesta sexta-feira 22/07  e sábado  dia 23/07 teve o privilégio de conhecer uma história diferenciada e pregada sobre os Índios Karajás.

No curso de Estudos em Religião, que aconteceu no IABC nos dias de 17 a 28/07, participaram alguns Karajás que trabalham na missão da Igreja Adventista na Ilha do Bananal, no estado do Tocantins.
 
E nessas férias de Julho todos os cultos da Igreja do IABC foram feitas com o objetivo de conhecer mais sobre a vida missionaria e pessoal  de alguns funiconários  que foram convidados a pregar especialmente para os alunos bolsistas. Os funcionários Josué Miotto, Fábio Abreu, Anderson Ramos e Elaine Abreu estiveram dentre os convidados.
 
Na sexta-feira dia 22/07 foi a vez da Professora Elaine Abreu  que contou um pouco de sua história. A mensagem estava relacionada  a sua vida antes e depois de conhecer a Cristo dando ênfase ao projeto que foi desenvolvido com os índios Karajás  pela Igreja Adventista da Região do Distrito Federal (APLAC) nas férias do ano de 2008, e um dos frutos positivos dessa viagem foi que ela conheceu seu atual esposo, Fábio Abreu, que também é atual funcionário do colégio IABC.  Por uma “coincidência” alguns índios que estavam presentes no IABC ouvindo essa mensagem da Professora Elaine eram justamente os mesmos índios Karajás da evangelização daquela época.
 
Fotos foram mostradas e algumas meninas Karajás que a professora havia conhecido no Projeto estão nesse ano  de 2011 sendo suas próprias alunas no IABC.
Foi uma ministração onde a emoção tomou conta principalmente dos Índios que ao verem uma foto de um momento batismal, trouxe em suas lembranças um casal que era da igreja e que se encontram afastados.  Mas não termina por aí não.
 
E no sábado dia 23/07 a ministração da palavra foi feita pelo Pr. Matson Santana que utilizou da parábola das dez virgens para ressaltar a importância dos últimos dias que o mundo tem vivido. Ele enalteceu  ainda mais a importância da volta de Jesus e a nossa preparação e pregação do evangelho para todos os povos, tribos, raças, línguas e nações.
 
A pregação foi traduzida simultaneamente por Labé Karajá, participante do curso Estudos em Religião, que falou  em sua língua nativa a todos os outros índios Karajás que estavam presentes no culto no IABC.
 
A Igreja do IABC  se sente lisongeada por poder fazer parte de um projeto tão maravilhoso que é o de levar a mensagem a toda raça, tribo, nação e língua.
 
Texto por: Elaine Abreu
Comentários (1)add comment

wesley zukowski said:

Me sinto orgulhoso de poder ter no IABC eventos como esse e de nos aproximar desta cultura tão fascinante.
 
Reportar Abuso
Não Gostei!
Gostei!
29 de agosto de 2011
Votos: +1


busy